Luz do sol

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

A luz do sol me assanhou,
e eu abri o meu coração.
Mudei de cor, reluzi
com as cores do verão.
Dancei na chuva, cantei
e joguei flores no mar.
O meu barquinho deixei
nas águas do navegar.
A luz do sol me tocou
e eu bebi o vinho da paz.
O meu corpo a traduzir
as canções do amor demais.
Ergui a taça e brindei
a vida inteira a florir.
Soltei o meu corpo e deixei
a luz do sol me seguir.
Marilia Abduani

1 Comentário:

pekenasutopias disse...

E acabei por encontrá-lo! :)
Um abraço, Marilia!

Postar um comentário

 
Pelo Estreito Corredor do Tempo © Copyright | Template By Mundo Blogger |